Rupert Murduch reage ao Google aliando-se ao seu rival


“Rupert Murduch: um gênio dos negócios, ou mais um empresário prestes a cometer uma catástrofe?” A resposta para essa dúvida poderá levar menos tempo do que se pode imaginar. Dias atrás escrevi sobre os planos de um dos donos da informação em todo o mundo, Rupert Murdoch (foto abaixo), o homem que está por trás da News Corporation, e a possibilidade de uma eventual cobrança, por toda a notícia que seus veículos publicam na internet.

Quando Murdoch afirmou que um de seus planos era desvincular das buscas do Google todo e qualquer tipo de informação sobre o que seus jornais e outros meios de comunicação produzem diariamente, muita gente acreditou, e ainda acredita, que estava assinando a sua falência.

Um dos principais motivos para muitos afirmarem que Murdoch estava cometendo uma loucura, ao retirar seus conteúdos da máquina de busca mais utilizada no mundo, é que é justamente essa ferramenta que gera grande parte das consultas constantes aos seus portais.

No entanto a última desse lobo dos negócios deixa claro um dos motivos pelo qual conseguiu ser o dono de um império em tão pouco tempo. Afinal quem ouviu ele dizer que estaria se excluindo dos mecanismos de busca? Até o que li sobre o assunto o único mencionado é o buscador e agregadores da Google.

Agora que todos os holofotes se dirigem a ele, Murdoch mostra o que realmente quer fazer. Segundo informações que rolam nos bastidores, News Corp e Microsoft pretendem unir-se, tornando o desacreditado Bing único indexador dos conteúdos de jornais, como o The New York Times. Em troca de tanta “gentileza” a Microsoft pagaria pelo conteúdo dos jornais. Tal notícia já está nos principais portais do globo, como CNN.com, ABC.es e El País.

Não é a primeira união que vejo contra a Google. Tempos atrás a mesma Microsoft uniu forças com o Yahoo, contra o poderoso “G”. Pois é, os tempos são outros e em busca de novos horizontes, procurar forças em solo inimigo, se torna uma necessidade de sobrevivência.

Artigo relacionado: “Declaração de Hamburgo ou Rupert Murdoch? Quem é mais polêmico?”

Anuncios