Anos 60 e 70 é tema de exposição em São Paulo


Foto: Flickr
Flávio Sponton

O arte do graffiti na cidade de São Paulo é algo que ganhou a simpatia de quem caminha pelas vias dessa grande metrópole, que aliás é estressante, e também muita notoriedade, tanto em grande e importantes espaços de exposições, quanto em lugares conceituados pelo mundo, como o MoMA (Museu de Arte Moderna de Nova Iorque) e o Tate Modern de Londres, que já receberam artistas brasileiros, como a dupla Osgemeos.

Em minha curta trajetória por esse mundo conheci muita gente boa também, como o “Mr.nuevo” e “Nagata”, que fazem arte com extrema facilidade.

Nessa semana, através do Flickr, conheci outra pessoa que tem muito o que mostrar também, é o Flávio Sponton, que prefere ser incluído na categoria “artista plástico”, por fazer outros trabalhos que vão além da pintura. Nesse sábado (31), ele expõe parte do que já tem produzido no Fim do Mundo Bar, casarão histórico, de arquitetura francesa e italiana, no tradicional bairro de Santana, em São Paulo. A exposição se chama “Black”.

Segundo Flávio, em conversa comigo pelo Flickr Mail, esta será a exposição onde estarão seus últimos trabalhos em tela, vinil e outras superfícies feitos com spray, tinta acrílica e marcadores. Os temas abordados são ícones de jazz e musica negra dos anos 60 e 70.

Informações:
Fim do Mundo Bar & Espaço da Cultura
Endereço: Rua Alfredo Pujol, 403 – Santana – São Paulo – SP
Telefone: +55 11 2281-7341
Horário:Ter a sex, das 18h até o último cliente. Sáb, das 14h até o último cliente. Dom, das 14h às 23h.

Entrada gratuíta

Anuncios