Sozinho, e ao mesmo tempo bem acompanhado


Foto: Roberto Sena

Ontem a tarde estava na casa de um amigo na região de Interlagos, e por volta das 19 horas sai de lá à caminho de um evento de fotografia, que ia acontecer na cobertura de um grande edifício da do centro da cidade. No caminho até lá passei por diversos lugares, dei uma paradinha breve no bairro de Moema registrar umas fotos de uma construção que me chamou a atenção, depois fui direto pro centro.

Chegando no local onde ia rolar o evento de fotografia, fui surpreendido com a notícia de que o evento havia rolado na sexta-feira, ou seja, a cara de bunda com a qual fiquei foi impagável, e ao mesmo tempo o sangue ferveu, pois foi eu mesmo que havia escrito o artigo pro Blog dos Irmãos sobre o mesmo, enfim, total falta de atenção, pra não dizer que foi completa burrice.

Diante da “provável” viajem perdida, câmera na mão, centro calmo, ruas vazias, e luzes dão o tom todo charmoso, logo essa ida até aquel lindo lugar se transformou num passeio e tanto, fisicamente sozinho, mas com Deus me acompanhando e ao mesmo tempo me guardando. Já fazia algum tempo que não caminhava por ali a noite, e a saudade só aumentou depois de ontem…

Anuncios